Sindicato dos Jornalistas protesta contra o Jornal A Tribuna de Santos nos 10 KM

tribs1

O constrangimento não poderia ter sido maior. Pela primeira vez, em 32 anos de existência, um sindicato de trabalhadores protestou em frente ao palanque de premiação da prova dos 10 KM, evento organizado pelo Jornal A Tribuna de Santos.

Foram mais de 1,5 mil panfletos distribuídos e o recado foi dado à população santista. A empresa não respeita os trabalhadores; nem o Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo, adota práticas antissindicais e rasga a Constituição Federal quando demite um diretor regional eleito pela categoria, que por coincidência é este blogueiro que escreve aqui.

tribs2

Faixas de protestos foram erguidas para que os amigos e puxa-sacos da família que comanda a centenária publicação santista tomassem conhecimento do que se passava ali. Não deu para dizer que não viram o protesto.  O que teve de sorriso amarelo,  cara de paisagem e gente correndo de um lado para outro para não contrariar o diretor da publicação foi uma enormidade.

tribaa

 

Como essa é a tal notícia que a mídia não publica, para o bem da informação, vamos fazer por aqui. Com a participação de representantes de alguns sindicatos da Baixada Santista, do Diálogo e Ação Petista, estudantes, Diretoria Executiva e diretoria regional, esse foi o primeiro dos protestos contra a empresa que serão realizados pela diretoria da Regional Santos, Baixada Santista e Vale do Ribeira do Sindicato dos Jornalistas.

tribs4

O prefeito de Santos Paulo Alexandre Barbosa, todo pimpão, esteve lá, mesmo devendo desde setembro para o jornal. A fila é grande. É melhor ter quem deve alguma coisa por perto sempre. Foi convidado para tirar uma foto segurando uma faixa de protesto, mas recusou. Os deputados federais da região não apareceram em público. Defensores de Michel Temer e citados na Lava-Jato, o risco de uma sonora vaia era evidente.

A minha demissão foi provocada pela defesa constante dos jornalistas que trabalham para a família Santini. Denunciei e não aceitei qualquer acordo proposto pela empresa, que sempre visava prejudicar quem já ganha muito mal. Para citar alguns exemplos: criação de um Banco de Horas; redução de 20% nos salários dos jornalistas; mudança do Plano de Saúde para coparticipação, ou seja, toda vez que usasse pagava uma parte. Um plano que pode inviabilizar a vida financeira de um pai de família. O grande problema é colocar para administrar uma empresa de comunicação quem deveria cuidar de uma empresa de produção de salsichas.

Depois de muito assédio moral e perseguição, em menos de dois anos, a empresa decidiu me demitir novamente. Eu já havia passado por isso em julho de 2015, mas fui reintegrado pela Justiça do Trabalho. O processo está no TST. A briga só está começando. A conferir.

tribs5

 

tribs6

 

tribs7

 

tribs8

tribs10

Anúncios

2 comentários sobre “Sindicato dos Jornalistas protesta contra o Jornal A Tribuna de Santos nos 10 KM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s